Anatel propõe que todos os celulares do país possuam nove dígitos até 2016

Mudança, que já é válida no estado de São Paulo, tem o objetivo de aumentar a oferta de linhas disponíveis no Brasil.

Por Felipe Gugelmin

Até 2016, todos os números de celular do Brasil devem incorporar um nono dígito como forma de aumentar a oferta de linhas disponíveis em território nacional. É o que estipula uma proposta da Anatel que será avaliada na próxima quinta-feira (25), a qual prevê que a adesão ao novo padrão seja feita de forma progressiva nos estados do país.

Atualmente, somente São Paulo é obrigado a dispor do recurso, incorporado no final de julho deste ano. A previsão é que todo o estado do Rio de Janeiro tenha concluído a transição para o novo formato até 2014, enquanto as demais localizações do país teriam até o dia 31 de dezembro de 2016 para incorporar definitivamente o novo dígito.

Até o momento, a mudança já afetou 34 milhões de linhas telefônicas, aumentando para 90 milhões as opções de combinações numéricas disponíveis (anteriormente, esse número chegava a 44 milhões). A nova regra se aplica a todas as operadoras de telefonia móvel do país, com exceção daquelas que utilizam conexões de rádio, como a Nextel.

Fonte: Folha de S. Paulo

Fonte: Tecmundo



Dígito 9 passa a ser obrigatório em São Paulo

Ligações para celulares com oito dígitos não serão completadas

Não adianta mais fazer ligações para celular em São Paulo sem o 9 antes do número. A partir de hoje, chamadas móveis para DDD 11 só serão completadas se constarem nove dígitos, conforme avisou a Anatel.

Se discar sem o 9 na frente, o usuário ouvirá uma mensagem informando que o número mudou e que o dígito precisa ser acrescentado, então a chamada será finalizada.

O nono dígito é obrigatório desde 29 de julho para todos os números de aparelhos móveis da área 11, que compreende a capital paulista e outros 63 municípios do Estado. Segundo a Anatel, a adoção do 9 subiu de 44 milhões para 90 milhões a quantidade de números disponíveis dentro da região.

As operadoras têm até 15 de janeiro de 2013 para informar aos clientes sobre a nova forma de discagem.

Fonte: Olhar Digital