Como a radiocomunicação pode ajudar os aeroportos na Copa do Mundo

Como a radiocomunicação pode ajudar os aeroportos na Copa do Mundo? 

Muitos que frequentam aeroportos já devem ter se perguntado: como funciona os bastidores da operação aeroportuária que permite que milhões de pessoas diariamente se desloquem em voos nacionais e internacionais? Como é monitorada a rotina de transporte de bagagens, abastecimento de aeronaves, dentre tantas outras? Radiocomunicação. Este é o segredo da operação por trás da logística de toda a infraestrutura aeroportuária.
A radiocomunicação permite acesso imediato e conversação em grupo dos diversos setores que suportam e prestam serviço à administração dos aeroportos. Com o advento da Copa do Mundo a questão é: será que estamos preparados para um volume de passageiros muito maior que o normal? Nossa experiência cotidiana nos aeroportos nos indica que ainda há muito por fazer.
Hoje o sistema de radiocomunicação dos aeroportos não possui um padrão único, havendo a convivência de tecnologias de diferentes gerações, que possibilitam diferentes níveis de serviço aos diversos grupos usuários. Tal situação gera verdadeiras ilhas entre as diversas redes, muitas vezes incompatíveis entre si.
O ideal para que o serviço de radiocomunicação operasse com excelência seria a padronização e modernização do serviço de radiocomunicação como um todo, permitindo que todos os usuários tivessem a mesma qualidade de serviço em termos de cobertura e facilidade de acesso a serviços de telecomunicações como telefonia móvel e internet, por exemplo.
Muitos aeroportos do mundo utilizam a tecnologia Tetra, que além do serviço de radiocomunicação suporta também serviços de operadoras de telefonia móvel, tudo no mesmo equipamento. Dentre outras vantagens, a tecnologia Tetra possui acesso a serviços de telefonia móvel (GSM – Global System for Mobile), que possibilita o acesso à rede de dados 2G e 3G.
Por conta disso, a tecnologia Tetra é utilizada em muitos aeroportos europeus, haja vista o alto grau de interoperabilidade (acesso a diversas plataformas de informação) e confiabilidade. Quem sabe agora no novo ambiente de terceirização dos aeroportos, haja espaço para o planejamento, atualização e reestruturação do serviço de radiocomunicação de modo a aperfeiçoar a eficácia e eficiência das operações aeroportuárias de um modo global?
No que tange a logística, é pacífico o entendimento que uma boa plataforma de informação é requisito indispensável para o sucesso de qualquer empreendimento. Esperamos, como cidadãos, que um dos legados da Copa do Mundo, no que tange aos aeroportos, seja a modernização desse importante equipamento público, especialmente o sistema de radiocomunicação.
Dane Avanzi é advogado, empresário do setor de engenharia civil, elétrica e de telecomunicações. É diretor superintendente do Instituto Avanzi, ONG de defesa dos direitos do consumidor de telecomunicações e vice-presidente da Aerbras – Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil.

 Fonte: Correio popular

Motorola Solutions Conquista Prêmio iF 2014 de Design

Entre mais de três mil concorrentes, três soluções móveis da empresa venceram a premiação

São Paulo – 11 de fevereiro de 2014 – A Motorola Solutions, provedora líder mundial em soluções e serviços de comunicação de missão crítica para governos e empresas, recebeu três importantes prêmios iF 2014 de design de produto. O computador móvel de mão MC40, o leitor/balança multiplano MP6000 e os rádios da série TLKR foram escolhidos entre 3.245 produtos participantes na competição deste ano.

Durante 60 anos, o prêmio iF de design de produto tem sido reconhecido internacionalmente e a marca se tornou símbolo de referência no assunto. Os produtos premiados da Motorola Solutions serão exibidos na exposição da iF em Hamburgo, na Alemanha, que será inaugurada em 1º de março.

PONTOS IMPORTANTES

• O computador móvel de mão MC40, baseado no sistema operacional AndroidTM, transforma a maneira pela qual os comerciantes interagem com seus clientes, com características como consulta de inventário, pagamento móvel em caixa e venda assistida, sendo uma ferramenta de comunicação de produtividade.

• O leitor/balança MP6000 é um dispositivo multiplano que utiliza tecnologia de rápida captura de imagens 2D para escanear tanto códigos de barra tradicionais em papel como aqueles gerados por smartphones com ótimo nível de desempenho. Ideal para longas filas de pagamento em caixas e sistemas de autopagamento no comércio varejista.

• Os rádios bidirecionais para consumidor da Série TLKR tem alcance máximo de 10 km, possibilitam ótimas conexões para esportes radicais, atividades ao ar livre e onde quer que os consumidores precisem de comunicações confiáveis.

DEPOIMENTO

Curt Croley, diretor geral de Inovação e Design da Motorola Solutions.

“Na Motorola Solutions trabalhamos em conjunto com nossos clientes no desenvolvimento de soluções empresariais e de missão crítica a fim de satisfazer suas necessidades empresariais ou governamentais. Neste ano tivemos o privilégio de termos sido reconhecidos com três prêmios iF design de produto. Esses prêmios destacam os produtos com ótimo design que oferecem benefícios econômicos para os usuários”.

Fonte: Motorola Solutions

PF exige radiocomunicação em transportes de valores

Em decisão acertada, a diretoria executiva do Departamento de Polícia Federal voltou a exigir para o serviço de transporte de valores a utilização de equipamentos de radiocomunicação como meio principal de comunicação entre veículo e filial. Ademais, segundo a UIT (União Internacional de Telecomunicações), agência da ONU especializada em telecomunicações, a radiocomunicação é a ferramenta de comunicação mais eficaz no combate a situações de emergência e catástrofes em geral.

Dentre as principais tarefas da UIT está a organização, debate e estudos sobre o desenvolvimento do setor de telecomunicações em âmbito mundial. Para tanto, todos os países signatários da ONU (192 nações) participam enviando delegações, além dos principais fabricantes de produtos e operadoras de telecomunicações de todo o mundo.

Há na UIT grupos de estudos específicos dos diversos tipos de ferramentas de telecomunicações hoje disponíveis no mercado. Após avaliar todas as tecnologias existentes atualmente, a agência conclui que o meio de comunicação mais confiável é a radiocomunicação. Dentre as principais características desse serviço, a mais relevante de todas é o fato de ser instantânea. Simplesmente, aperta-se um botão e transmite-se a mensagem, em tempo real. Não precisa discar, digitar sequências de números ou letras, nem depende de torres, que numa emergência podem não funcionar — caso da telefonia móvel, por exemplo.

O despacho consta na Portaria 30.491/2013 — GAB/CGCSP, que pode ser lida na íntegra no site da Aerbras. Segundo parecer do próprio órgão, a decisão fulcra-se em aspectos práticos e científicos apontados por especialistas que entenderam ser a radiocomunicação o único meio de garantir comunicações instantâneas, especialmente nas chamadas ponto a ponto. Tais chamadas são necessárias no momento mais crítico da operação, em que a guarnição de dois ou três vigilantes deixam o carro forte e se encaminham até o caixa 24 horas para seu abastecimento. Muitos desses locais, como shopping centers e hipermercados, não possuem cobertura do serviço de telefonia móvel satisfatória, o qual vinha sendo utilizado como comunicação principal, fato que causou a morte de muitos vigilantes em situações como essa por falta de comunicação.

Nesse momento não pode haver falhas nas comunicações entre vigilantes e carro-forte e entre carro-forte e escritório da empresa de transporte de valores. Dados de 2013 apontam um aumento nos roubos ao setor no país. No estado de São Paulo subiram 250% no ano de 2102 em relação a 2011. O serviço móvel privativo, comumente chamado de serviço de telefonia celular, poderá ser utilizado como subsidiário ou complemento de comunicação em outros casos que não sejam de missão crítica.

* Adriano Fachini, empresário do setor de telecomunicações, é presidente da Aerbras (Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil).

Fonte: JB Jornal do Brasil

Os desafios do consumidor em tempos de convergência digital

Em tempos de convergência digital, está cada vez mais árdua a escolha do consumidor final frente a tantas opções de serviços de telecomunicações. Por parte das concessionárias de telecomunicações o investimento é pesado, seja no âmbito da telefonia fixa ou móvel. Um verdadeiro bombardeio de propaganda e serviços é dirigido ao consumidor, que ao se deixar seduzir pela propaganda mais engraçada, pode errar feio na hora de decidir qual operadora ou plano de serviço melhor atende suas necessidades.Na radiocomunicação não é diferente. Sem exagero, ouso pensar que seja um pouco mais complicado do que o exemplo acima, especialmente porque vivemos um período de transição de tecnologia com os equipamentos analógicos com os dias contados e os equipamentos digitais na aurora de seus dias. Afora isso, diferentemente dos serviços públicos de telecomunicações, o serviço limitado privado destinado para aqueles que possuem uma rede particular de telecomunicações com repetidores, torres e infraestrutura própria, tem prazos diferentes de migração condicionados a data limite de validade prevista em suas respectivas outorgas.

Além da questão de regulamentação jurídica, há outras mais complexas ainda que afete a própria tecnologia. Na plataforma de radiocomunicação DMR (Digital Mobile Radio), não há soluções de software homologadas pelos fabricantes, sendo de suma importância para não comprar gato por lebre a realização de testes de viabilidade técnica com a intenção de aperfeiçoar a compatibilidade de integração com outros dispositivos, caso comum em se tratando da transmissão de dados. Nesses casos, para não errar, tem que ser como São Tomé, ver pra crer, planejar um teste piloto, dimensionar qual a capacidade de dados que o sistema deve comportar, e após verificar a viabilidade prática do sistema, adquirir o serviço com o custo benéfico certo.

Antes de contratar um sistema de radiocomunicação digital, convém simular os custos de manutenção que decerto virão ao longo dos anos. Embora a maioria dos fabricantes de radiocomunicação concedam um ou dois anos de garantia do produto, esta limita-se apenas a defeitos de fábrica, sendo a maioria das ocorrências em um parque de rádios advinda de má utilização, portanto sem cobertura. Atenção especial merece alguns acessórios importantes como o custo e durabilidade das baterias, no caso dos rádios portáteis. Como ter, implica em manter, assim como num carro, o maior investimento não é comprar o bem, mas sim mantê-lo.

Nesse cenário, opção a ser levada em conta é a da locação dos equipamentos na qual a empresa locadora deve garantir o equipamento em funcionamento por um preço pré-determinado. A polêmica entre o que é mais vantajoso, comprar ou alugar, é antiga e depende de como o gerente do contrato encara o serviço. Administrações mais modernas não hesitam em alugar, sendo comum a esse perfil de administrador delegar e cobrar resultados com SLA (Service Level Agreement), ou acordo de nível de serviço, previamente acordados.

Adriano Fachini é empresário do setor de telecomunicações e presidente da Aerbras – Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil.

 Fonte: Administradores

Tecnologia Inovadora da Motorola Solutions Oferece Experiência Única aos Clientes da Oficina Baus Tech

Com equipamentos robustos e aplicativos de software, rendimento aumentou em 50% em apenas 4 meses de operação

São Paulo – 27 de janeiro de 2014 – A Baus Tech, empresa chilena dedicada a manutenção e conserto de automóveis, adotou computadores móveis da Motorola Solutions, a fim de controlar cada processo realizado nos carros que chegam à oficina e oferecer uma experiência de serviço única a seus clientes. Essa tecnologia permitiu otimizar a logística de recepção, controlar os tempos operacionais e melhorar o conhecimento interno dos processos e serviços, resultando em melhoria na rentabilidade do negócio.

A solução permite à empresa obter visibilidade total do processo, desde a entrada até a entrega do veículo, incluindo cada atividade realizada. O objetivo é estabelecer um tempo estimado para cada processo. Para ter esse controle, os mecânicos da oficina contam com o computador móvel MC55, no qual registram o início e fim de cada trabalho, como troca de óleo, de fluído ou pastilhas de freios, entre outros. Além disso, a solução é utilizada durante a recepção do automóvel, para registrar os dados dos clientes em formato digital e tirar fotografias do estado geral do veículo.

Além do computador móvel MC55, a solução está integrada pelo Tablet Empresarial ET1, que conta com um aplicativo chamado de PITS.MOBI, desenvolvido pela Netlogic, parceiro oficial da Motorola Solutions. Depois de quatro meses de funcionamento, a solução gerou ótimos resultados, aumentando o desempenho dos trabalhadores em 50% e, em consequência, a satisfação dos clientes. A empresa atualmente trabalha em um aplicativo para que os clientes possam instalar em seus smartphones, no momento de deixar seus automóveis, e assim fazer um acompanhamento diário dos trabalhos realizados.

PONTOS IMPORTANTES:

 

  • O aplicativo implementado permite à Baus Tech conhecer e mostrar a seus clientes a rastreabilidade de todos os processos realizados na oficina.
  • A Netlogic desenvolveu o aplicativo com base na Suíte RhoMobile da Motorola Solutions, uma poderosa estrutura para o desenvolvimento de aplicativos para diversas plataformas. Com RhoMobile é possível criar, integrar, executar e gerenciar aplicativos em diferentes sistemas operacionais, desde iOS até Android, Windows Mobile e sistemas que ainda não existem.
  • A solução adotada foi fundamental para a Baus Tech, pois se trata de um setor muito competitivo A automação e visibilidade do processo permitem ter o controle total do negócio e do tempo utilizado pelos trabalhadores.
  • A adoção de equipamentos robustos da Motorola Solutions foi muito valorizada pelos mecânicos, pois são muito confiáveis em um ambiente tão exigente como o da oficina

 

DEPOIMENTOS:

Alexander Baus, dono e chefe da mecânica BausTech
“A tecnologia da Motorola Solutions mudou consideravelmente nosso manuseio das informações. Hoje, temos melhor controle de nossa gestão, podemos saber mensalmente o número de veículos que entram e coletar informações valiosas para nossa empresa, como saber quais são os trabalhos mais solicitados. Desse modo, podemos garantir a nossos clientes que realmente cumprimos com o que solicitaram”.

Guillermo James, CEO da Netlogic
“Uma das chaves do sucesso dessa implementação foi a flexibilidade, já que a solução se adaptou de maneira muito natural às necessidades próprias do negócio. Isso foi complementado com uma estratégia de gestão da mudança que colaborou para que os usuários se acostumassem a utilizar as novas ferramentas”.

Claudia Camarasa, gerente de canais da Motorola Solutions
“A solução de computação móvel da Motorola Solutions permite incorporar aplicativos de última geração e criar trabalhadores realmente eficientes, que possam tomar decisões a qualquer momento e em qualquer lugar. A solução permitiu que a BausTech aumentasse a eficiência no trabalho e diminuísse as margens de erro. O impacto na produtividade é muito positivo e a melhoria no serviço é visível para todos, demonstrando que, sem importar o tamanho da empresa, a tecnologia pode fazer mudanças operacionais importantes e positivas”.