Por que adquirir produtos homologados?

Todo produto de telecomunicações comercializado no território brasileiro deve passar por análise da ANATEL com o objetivo de aferir se o produto em questão atende às normas técnicas determinadas pela lei competente, além de ser avaliado em testes e ensaios em laboratórios especializados com o fito de aferir se realmente possuem a qualidade e precisão descritas em seu memorial técnico.

Tais cuidados da ANATEL têm por objetivo:

1-) Manter a organização do espaço radioelétrico evitando que interferências prejudiciais
perturbem a qualidade de comunicação de outros permissionários.

2-) Zelar pela qualidade de produtos oferecidos ao mercado brasileiro, obrigando o fabricante ou o distribuidor à manter componentes de reposição e suporte técnico durante a vida útil do produto.

3-) Salvaguardar o direito do consumidor colocando à sua disposição no mercado produtos
confiáveis e produzidos em consonância com normas globais de qualidade.

Pelos motivos acima elencados recomenda-se que os consumidores prestigiem e
adquiram somente produtos homologados.

Adquirindo somente produtos homologados você estará:

1-) Combatendo o crime organizado (contrabando)

2-) Praticando um ato de cidadania

3-) Prestigiando fabricantes, distribuidores e revendas responsáveis que geram empregos e recolhem impostos em nosso país.

Contamos com sua ajuda na prática e disseminação dessas idéias!

Dane Avanzi

Presidente da AERESP

Fonte: Aerbras



Dicas para comprar Produtos e Serviços de Radiocomunicação

Dicas para comprar Produtos e Serviços de Radiocomunicação com segurança

• Adquira somente produtos homologados
• Dê preferência a acessórios originais
• Pergunte à revenda se o preço do equipamento de rádio inclui programação
• Exija Nota Fiscal com a descriminação correta dos produtos adquiridos

Dicas para adquirir Serviços de Técnicos / Engenharia com segurança

• Visite o laboratório da empresa antes de contrata-la
• Verifique se dispõem de instrumentação adequada
• Entreviste pessoalmente o profissional que está contratando
• Avalie sua capacidade técnica e seu portfolio de trabalhos
• Exija sua presença nas vistorias prévia e de instalação do sistema

Fonte: Aerbras



Desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente

“Não são nossas habilidades que revelam quem realmente somos; são as nossas escolhas.”
Harry Potter e a Câmara Secreta

Um mundo melhor começa em nós

Todos nós desejamos viver num mundo melhor, mais pacífico, fraterno e ecológico. O
problema é que as pessoas sempre esperam que esse mundo melhor comece no outro. Por
exemplo: preferem esperar que um vizinho ou amigo convide para plantar uma árvore ou
começar uma coleta seletiva de lixo, em vez de tomar a iniciativa.

Tem gente que acha mais fácil ficar reclamando que ninguém ajuda, mas não se perguntam se estão fazendo a sua parte em defesa do Planeta. Uma coisa é certa: para conseguir convencer os outros a modificarem seus hábitos, precisamos modificar os nossos primeiro, não é mesmo?

Se quisermos um planeta preservado, de verdade, não basta apenas lutar contra poluidores e depredadores. É preciso também nos esforçar para mudar nossos valores consumistas,
hábitos e comportamentos que provocam poluição, atitudes predatórias com os animais, as
plantas e o meio ambiente. Mas só isso não basta, pois não há coerência em quem ama os
animais e as plantas, mas explora, humilha, discrimina, odeia seus semelhantes. Por isso
precisamos, além nos tornarmos ambientalmente corretos em nossas ações, fazer esforços
para sermos também mais fraternos, democráticos, justos e pacíficos com os nossos
semelhantes.

Por outro lado, é importante não ficar esperando a perfeição individual – pois isso é inatingível!

O fato de adquirirmos consciência ambiental não nos faz perfeitos nem mais democráticos;
ainda assim é preciso agir. O importante é que tenhamos o compromisso de ser melhor todo dia, procurando sempre nos superarmos.

Um sábio chinês chamado Confúcio disse, há cerca de 5 mil anos, que se alguém quisesse
mudar o mundo, teria de começar por si próprio, pois mudando a si próprio, sua casa mudaria.

Mudando sua casa, a rua mudaria. Mudando a rua, o bairro mudaria. Mudando o bairro,
mudaria o município e assim por diante, até mudar o mundo. Continuar lendo

Cuidados com a irradiação do seu equipamento de rádio

Vivemos em um mundo cada vez mais saturado por ondas eletromagnéticas. Embora não as percebamos, elas estão em toda a parte: nas ruas, escritórios, fazendas, cidades, hospitais, indústrias, shopping centers, residências etc. Tal saturação preocupa as autoridades sanitárias pois o número de equipamentos produzidos e utilizados é cada vez maior.

Não obstante ser a saúde o bem mais precioso do ser humano, por ser indispensável ao seu
bem estar, há outro manancial a ser resguardado no caso em questão. Refiro-me ao espaço
por onde trafegam as ondas eletromagnéticas, o espaço radioelétrico. Embora esquecido, não fosse ele, o mundo da tecnologia móvel jamais existiria.

Em sendo tal manancial da natureza um recurso natural, escasso e não-renovável, cabe à
autoridade competente protegê-lo, criando normas e padrões racionais para sua correta
utilização.

A Anatel, preocupada com os efeitos nocivos advindos da irradiação excessiva e seus efeitos
no meio ambiente e na saúde da população, regulamentou através da Resolução 303 da
Anatel a correta instalação, destinação e utilização dos sistemas de telecomunicações.

Hoje é necessário, para a aprovação de sistemas de telecomunicações, um laudo técnico
atestando que o referido sistema foi instalado de acordo com as normas e padrões
determinados pela Lei Competente. Continuar lendo